Entregas gratuitas em Portugal continental para compras superiores a 50€

Revista Ernest #11

16,00

Uma revista semestral para os curiosos e aventureiros, para pessoas que adoram fazer fogueiras, viajar, acampar sob um manto de estrelas, e correr a toda velocidade para o mar. Um guia para quem aprecia o verdadeiro artesanato, para quem é fascinado por histórias curiosas e tradições excêntricas, e para quem se preocupa mais com o estilo atemporal do que com as tendências quotidianas.

Em stock

Alguns artigos desta edição:

Águas curativas nos fiordes ocidentais; os rituais vulcânicos e a indústria de Java; em conversa com Stanley Donwood; natureza e artifício em St Kilda; uma nova era de biodesign; o fascínio dos postes; Hvaldmir, a baleia espiã russa; procura do oeste selvagem no leste selvagem.

INVENTÁRIO
Os mapas geológicos de William Smith; vaca-marinha de Steller; a história dos lidos; fotografar as formas fluidas das murmurações dos estorninhos; 50 palavras para neve; o Projeto Parques Silenciosos; apanha de cavala à linha de mão; sabonete de andarilho; tintas naturais; monotipos de água; redesenhar o desgaste fantasma.

ECO DO EIGER
Revisitando a rota pioneira do seu pai pela face norte do Eiger – famosa por ser uma das escaladas mais difíceis do mundo – Mike MacEacheran rumina sobre o poder da memória e das montanhas, e porque nos esforçamos até os confins da Terra em busca do desconhecido.

NATUREZA E ARTIFÍCIO
Cúpulas, tanques e torres de radar do Ministério da Defesa podem parecer incongruentes com a paisagem selvagem e escarpada de St Kilda, mas Bethany Rigby descobre uma presença militar que pode muitas vezes ter consequências benéficas para a conservação em áreas remotas.

ORIENTE SELVAGEM, OESTE SELVAGEM
Com os dedos prontos no gatilho, e o som de um chicote que ecoa nos seus ouvidos, Nick Hunt procura vestígios do Velho Oeste em cantos improváveis ​​da Europa.

UMA NOVA ERA DE BIO-DESIGN
O nosso consumo material está fora de controlo há muito tempo. Mas os desenvolvimentos em biodesign poderiam ser parte da solução, aproximando-nos de uma visão de ficção científica dos anos 1960, de uma “nave espacial Terra” sustentável?

EM ADORAÇÃO AO HUM
Os postes transformaram radicalmente as nossas paisagens por quase um século. Gareth E. Rees explora o simbolismo frequentemente assombroso dos monólitos de metal que alimentam nosso mundo.

RIO DO TEMPO
Cotovia no Tâmisa: corroída pelo fluxo e refluxo da maré, as margens em ruínas do estuário revelam pistas sobre nossa relação em evolução com o lixo.

PAISAGENS DE GIZ TECNICOLOR
Stanley Donwood é conhecido pelas suas capas de álbuns do Radiohead e desenhos folclóricos de caminhos afundados em Holloway (2013), mas na sua última coleção volta-se para blocos de cores impetuosos, evocandoas paisagens de giz do sul da Inglaterra.

ÁGUAS DE CURA NO WESTFJORDS
Henry Fletcher explora o afloramento geológico mais antigo da Islândia – conhecido pelos seus feiticeiros e herboristas rúnicos, fiordes insondáveis ​​e montanhas castigadas pelo clima, piscinas quentes e cenário de surf de água fria.

REFLEXÕES SOBRE O RIO TEIFI
Jack Smylie Wild serpenteia até a fonte de Afon Teifi, tecendo observação aguçada com lembranças de infância, enquanto soa um toque de clarim para amar e proteger os nossos canais.

OLÁ, HVALDIMIR
Um cetáceo espião ou uma baleia terapêutica? Joly Braime conhece esta beluga de grande coração que só quer ser amiga dos humanos.

E muito mais!

Frequência bianual
160 páginas
Origem: UK
Língua: Inglês

 

Peso 800 g
Dimensões (C x L x A) 22,5 × 17 × 1,5 cm

Ainda não existem avaliações.

Adicionar uma avaliação

Seja o primeiro a avaliar “Revista Ernest #11”

O seu endereço de email não será publicado.

Também pode gostar…

Updating…
  • Nenhum produto no carrinho.
×